05/05/2024 às 18h31min - Atualizada em 06/05/2024 às 14h00min

Queimada em lixão clandestino provoca interrupção no fornecimento de energia para seis municípios

Linha da subestação Iporá/Israelândia é danificada pelo fogo e deixa mais de 8 mil clientes afetados pelo incidente

Equatorial Goiás
Equatorial Goiás
Equatorial Goiás
Parte da rede de distribuição da Equatorial Goiás sofreu danos no último sábado, dia 4, devido a uma queimada em um lixão clandestino localizado próximo da Linha de Distribuição de Alta Tensão que abastece a Subestação Iporá/Israelândia. O incêndio foi registrado por volta do meio-dia e provocou o rompimento de cabos, interrompendo o fornecimento de energia para os municípios de Israelândia, Jaupaci, Fazenda Nova, Moiporã, Piloândia e Moiporá.

Inicialmente, quase nove mil clientes foram afetados. Por meio de manobras telecomandadas manuais, as equipes da concessionária conseguiram restabelecer a energia para a maioria dos clientes afetados em um curto período de tempo. Duas horas após o incidente, 97,5% dos consumidores tiveram o fornecimento restabelecido. A situação foi completamente normalizada ainda na tarde do sábado. "Assim que identificamos a interrupção do fornecimento de energia, nossas equipes foram mobilizadas imediatamente para avaliar a situação e iniciar os procedimentos de reparo. Por meio de ações rápidas e coordenadas, conseguimos minimizar os impactos para os clientes afetados e restaurar o serviço o mais rápido possível", afirmou o Superintendente da Equatorial Goiás na região sudoeste, Adriano Coloni.

Vale ressaltar que o local onde o lixão está situado faz parte da faixa de servidão. A faixa de servidão é uma área de segurança reservada para a operação e manutenção das linhas de transmissão. O domínio desta área permanece com o proprietário, porém com restrições de uso, sendo proibida a prática de queimadas, construção, plantação ou qualquer ação que possa obstruir as linhas.

O incêndio no lixão clandestino, aparentemente provocado por moradores da região, levanta preocupações com os riscos dessas ações criminosas e a prevenção de futuros incidentes. Até o momento, os responsáveis pelo ocorrido não foram identificados. A Equatorial pede o apoio da população para identificar os envolvidos, tornando possível responsabilizá-los pela ação e regularizar o local.

A concessionária reforça que os clientes podem e devem fazer denúncias de forma anônima por meio dos canais de atendimento:

- Aplicativo Equatorial Goiás, disponível para download no Android e iOS;
- Agência virtual no site www.equatorialenergia.com.br;
- Call Center 0800 062 0196;

Trabalho pela reconstrução da rede  
 
A Equatorial Goiás segue, desde o início de sua operação no estado, há pouco mais de 1 ano, focada na reconstrução da rede elétrica do estado. No ano passado, foram realizados investimentos de mais de R$ 2 bilhões em ações de recuperação do sistema. 
 
A companhia ressalta que o desafio pela reconstrução da rede continua. Em 2024, o foco segue na recuperação do sistema elétrico e num ritmo constante de ações e investimentos. Para se ter uma ideia, apenas no 1º trimestre deste ano as equipes da concessionária já concluíram 131.069 obras em todo o estado, avanço de 98% na meta, e milhares de outras já estão programadas e com datas para sair do papel. A distribuidora tem convicção de que os goianos vão sentir, ainda mais, os efeitos deste trabalho.

Sobre a Equatorial Goiás
A Equatorial Goiás é uma empresa que pertence à holding Equatorial Energia, 3º maior grupo de distribuição de energia do País, com 7 concessionárias que atendem cerca de 13 milhões de clientes. Somente em Goiás são cerca de 3,5 milhões de clientes, localizados em 237 municípios do Estado e abrangendo 98,7% do território estadual, com cobertura de uma área de 336.871 km².
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalamanhecer.com.br/.