17/05/2024 às 12h01min - Atualizada em 18/05/2024 às 00h01min

Por conta das cheias no RS, Fundo Brasil prorroga inscrições do edital 'Incidência Popular em Segurança Pública'

por conta das fortes chuvas no sul, as inscrições para o edital foram prorrogadas

LUCIANA NUNES
assessoria de imprensa do Fundo Brasil
Crédito Divulgação

 Por conta das cheias no RS, Fundo Brasil prorroga inscrições do edital 'Incidência Popular em Segurança Pública'

O prazo foi ampliado para que todas as organizações tenham condições e oportunidade igualitárias de participar da seleção, principalmente as instituições gaúchas que foram afetas pela catástrofe climática

Em razão da catástrofe climática que assolou o Rio Grande do Sul e mobilizou toda sociedade civil, o Fundo Brasil de Direitos Humanos prorrogou o prazo do edital “Incidência Popular em Segurança Pública”. As inscrições vão até 17 de junho. A ideia é que todos os movimentos da sociedade civil, grupos comunitários e coletivos, principalmente do Sul, tenham a oportunidade de inscrever seus projetos. 

Em parceria da Open Society Foundations, o Fundo Brasil doará até R$ 80.000,00 (oitenta mil reais) para pelo menos 10 projetos que buscam criar e implantar propostas de controle social e participação popular nas políticas de segurança pública no país.

O racismo e a desigualdade social estão na base da violência que a sociedade brasileira vivencia no dia a dia, e que afeta desproporcionalmente a população preta, pobre e periférica.  Segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, o Brasil registrou em 2022 quase 47 mil homicídios, sendo que aproximadamente 80% deles vitimou pessoas negras. O levantamento apontou ainda que o crime contra pessoas LGBTQIA+ teve um crescimento de 35,2%, passando de 1.271 notificações para 1.719 no período. 

“O Fundo Brasil entende que a calamidade decorrente das cheias afeta severamente as organizações do Rio Grande do Sul, e também impactou o trabalho de toda a sociedade civil brasileira, que atualmente está mobilizada no apoio ao povo gaúcho e nas discussões sobre as consequências da enchente”, diz Allyne Andrade, superintendente adjunta do Fundo Brasil. “Por isso optamos pela prorrogação do prazo, para garantir a isonomia no processo seletivo”, continua

O edital vai apoiar propostas focadas na incidência política direta sobre instituições e operadores da segurança pública a partir de iniciativas populares de articulação.

Para inscrição e informações sobre os critérios de elegibilidade, acesse o edital completo disponível no site do Fundo Brasil de Direitos Humanos

Recursos para a emergência

O Fundo Brasil também está mobilizado para apoiar movimentos sociais que estão na linha de frente no socorro às pessoas afetadas pela crise climática no Rio Grande do Sul. A fundação realiza uma campanha emergencial para arrecadar recursos que serão integralmente repassados às cozinhas solidárias e às ações de logística do Movimento de Atingidos por Barragens e parceiros. 


Sobre o Fundo Brasil de Direitos Humanos

O Fundo Brasil de Direitos Humanos é uma fundação independente, sem fins lucrativos, criada em 2006 por ativistas com a missão de promover o respeito aos direitos humanos no país, criando mecanismos sustentáveis, inovadores e efetivos para fortalecer organizações da sociedade civil e para desenvolver a filantropia de justiça social. A fundação faz isso captando recursos para destiná-los a organizações e comunidades que lutam por direitos fundamentais e combatem as desigualdades, a violência institucional e a discriminação em todo o país. Desta forma, atua como uma ponte, conectando doadores a projetos de transformação social. 

A instituição apoia a busca por justiça racial e de gênero, a luta por direitos dos povos indígenas, de populações quilombolas e tradicionais, por justiça climática na Amazônia e fora dela, por direitos de crianças e jovens, de pessoas LGBTQIAP+, de trabalhadores rurais e precarizados, de comunidades impactadas por obras de infraestrutura e empreendimentos urbanos, de vítimas da violência de Estado e seus familiares, a luta contra o encarceramento em massa e a tortura no sistema prisional, entre outras. 

O Fundo Brasil já apoiou mais de 1.500 projetos e doou mais de R$50 milhões. Para saber mais, acesse o site do Fundo Brasil.


Notícia distribuída pela saladanoticia.com.br. A Plataforma e Veículo não são responsáveis pelo conteúdo publicado, estes são assumidos pelo Autor(a):
LUCIANA NUNES DOS SANTOS
[email protected]


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalamanhecer.com.br/.