10/05/2024 às 15h08min - Atualizada em 12/05/2024 às 00h01min

Evite cair no golpe do Pix ao doar para as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul

MARIANA KOVELIS
O Rio Grande do Sul passa por um momento crítico e aproveitadores estão divulgando campanhas de arrecadação falsas. O alerta foi dado pelo governador do estado, Eduardo Leite (PSDB), que usou suas redes sociais para falar sobre o tema e explicou que criminosos estão alterando a chave Pix, fazendo com que as doações sejam encaminhadas a terceiros que não possuem o compromisso em ajudar e apoiar as vítimas das enchentes no estado.

“O povo brasileiro é muito generoso e existem pessoas de má índole que estão se aproveitando da bondade alheia para praticar crimes como estelionato, obtendo assim vantagens indevidas em desfavor daqueles que precisam de ajuda nesse momento”, denuncia o advogado criminalista Demetrios Kovelis.

O crime praticado é o de estelionato na modalidade fraude eletrônica e a pena prevista nestes casos é de 4 a 8 anos de reclusão mais multa.  O especialista ainda explica que é preciso tomar alguns cuidados ao doar. “Antes de efetuar e concluir a transação bancária, certifique-se de que a pessoa ou instituição que está solicitando doações seja legítima. Procure informações sobre a organização em fontes confiáveis, como sites ou canais de comunicação reconhecidos ou até colegas que conhecem e verifique se todas as informações estão corretas ao digitar. Assim, podemos garantir que aquela quantia será destinada às vítimas”, esclarece Demetrios.

Seguindo essas precauções, podemos reduzir significativamente o risco de cair em golpes relacionados durante essa tragédia.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalamanhecer.com.br/.