14/06/2023 às 15h25min - Atualizada em 16/06/2023 às 00h00min

Bicycle Capital, nova gestora de growth equity com foco na América Latina, lança fundo inaugural com target de US$ 500 milhões e aproximadamente US$ 440 milhões em investimentos iniciais

• Fundo é liderado por Marcelo Claure como Presidente Executivo e Managing Partner, juntamente com Shu Nyatta como Managing Partner

SALA DA NOTÍCIA Bruna Quintanilha
Divulgação
A Bicycle Capital, nova gestora de growth equity (capital para startups em estágio maduro de crescimento) focada na América Latina, anuncia o lançamento do seu primeiro fundo,  Bicycle I, com investimentos iniciais de aproximadamente US$ 440 milhões, visando um fundo total de US$ 500 milhões. A empresa será liderada por Marcelo Claure como Presidente Executivo e e Managing Partner, juntamente com Mwashuma ("Shu") Nyatta como Managing Partner.

Marcelo Claure é o fundador e CEO da Claure Group, uma empresa de investimento global de bilhões de dólares. Ele se comprometeu a concentrar tempo, capital e experiência na América Latina nos próximos anos. Como parte desse compromisso, em janeiro de 2023, Claure investiu US$ 100 milhões na SHEIN, uma empresa líder global de moda sob demanda, onde atua agora como Chairman na América Latina. Ele é reconhecido na América Latina e pelos empresários da região, por ter transformado a Brightstar de uma pequena distribuidora na maior empresa global de distribuição e serviços wireless do mundo. Além disso, Claure liderou a transformação da empresa americana de telecomunicações sem fio Sprint, ajudando a orquestrar sua fusão de US$ 195 bilhões com a T-Mobile, criando o que hoje é a empresa de telecomunicações mais valiosa do mundo, com uma capitalização de mercado de quase US$ 200 bilhões. Claure também é o ex-CEO do SoftBank Group Internacional, onde lançou os Fundos do SoftBank para América Latina de US$ 8 bilhões.

Shu Nyatta é ex-Managing Partner do SoftBank Group International, onde, sob a liderança de Claure, foi co-fundador dos Fundos do SoftBank para a América Latina, bem como do fundo SB Opportunity Fund, focado em empreendedores de minorias sub-representadas nos Estados Unidos. Antes disso, Nyatta foi sócio do Vision Fund do SoftBank e membro fundador da equipe de growth investment do SoftBank em San Francisco, em 2015. Enquanto executivo do SoftBank, Shu investiu em uma ampla gama de indústrias e regiões, que vão desde semicondutores, inteligência artificial e estudos genéticos nos Estados Unidos e na Europa, até mercados de fintechs na China, Índia e América Latina. Shu também atuou como investidor no JPMorgan e consultor da McKinsey & Company.

Bicycle I é ancorado pelo Mubadala Investment Company, um importante fundo soberano de Abu Dhabi, e pelo Claure Group, escritório familiar de Marcelo Claure. Investimentos adicionais para essa primeira etapa são provenientes de investidores e empresários globais de tecnologia.

A estratégia da Bicycle é fazer parcerias seletivas com os mais importantes empreendedores da região, ajudando-os a transformar suas startups em empresas resilientes e valiosas. Além do capital, a gestora trabalhará lado a lado com os fundadores, compartilhando a ampla experiência adquirida com operação e escalabilidade, transformando e expandindo empresas em várias regiões geográficas e setores. A Bicycle também fornecerá acesso a uma rede global de mentores, talentos e parceiros comerciais.  Embora a Bicycle esteja focada principalmente em empreendedores na América Latina, o fundo também poderá investir oportunamente em empresas líderes globais em estágio de crescimento que tenham negócios significativos na América Latina.

A Bicycle Capital representa uma aposta significativa na América Latina, em especial no Brasil e no México. Estes dois países têm populações grandes e jovens, com poder aquisitivo significativo, e estão passando por momentos geopolíticos e macroeconômicos favoráveis. A expectativa é que ambos estejam entre as seis maiores economias do mundo até 2050. A nova empresa é fundada na convicção de que a América Latina é o lar de empreendedores excepcionais que estão lidando com mercados grandes e atraentes, mas não têm o capital necessário para atingir uma escala duradoura. Essa tese foi reforçada pelos quatro anos de experiência da equipe trabalhando com startups em toda a região, durante os quais o venture capital investido anualmente na América Latina aumentou de US$ 3 bilhões em 2018 para US$ 16 bilhões em 2021, sendo que, em 2023, voltou ao patamar de menos de US$ 1 bilhão por trimestre. Esse pico de capital atraiu talentos globais e gerou novas e ousadas ideias, resultando em mais startups sendo criadas na América Latina como nunca antes. No entanto, mesmo com a expansão em 2021, os fundos de venture capital representam apenas 0,3% do PIB na América Latina, em comparação com 0,7% na China, 1,1% na Índia e 1,5% nos Estados Unidos Como o capital se esgotou após o pico de 2021, muitas startups ficaram estagnadas, especialmente aquelas na Série B em diante. A estratégia da Bicycle é fazer parceria com um número seleto dessas empresas em estágio de crescimento, a preços justos, e ajudá-las a se transformar em negócios resilientes e de escala mundial.

“Esse fundo será o pilar do meu compromisso e foco na América Latina”, afirma Marcelo Claure. “A América Latina tem uma combinação única de excelentes empreendedores, uma população muito receptiva à tecnologia e mais oportunidades de negócios do que capital disponível. Por meio da Bicycle Capital, estou ansioso para investir não apenas nosso capital, mas também minha experiência e conexões para alterar positivamente a trajetória de muitas empresas da região”.

Shu Nyatta acrescenta: “A combinação de empreendedores talentosos e capital investido é uma receita comprovada para a criação de grandes empresas, mas o capital tende a ser distribuído de forma desigual. Nós ficamos particularmente animados quando encontramos fundadores excepcionais resolvendo problemas grandes em lugares que foram amplamente ignorados por grandes grupos de capital global, como a América Latina. Essas situações raras criam o potencial para retornos extraordinários.”

Faris Sohail Al Mazrui, head de empreendimentos e crescimento do Mubadala, complementa: “Estamos entusiasmados em sermos investidores-âncora do primeiro fundo da Bicycle Capital com foco na América Latina. O ecossistema de startups na América Latina está evoluindo rapidamente, e acreditamos que existe um potencial significativo para criar valor apoiando empresas excepcionais e empreendedores na expansão de seus negócios. O Mubadala investe no Brasil há mais de uma década, e esperamos ampliar nossa exposição em toda a região por meio desta parceria.”

A Bicycle Capital está investindo ativamente a partir de hoje.

Sobre o Claure Group
O Claure Group é uma empresa de investimento global de bilhões de dólares fundada por Marcelo Claure que abrange vários setores de alto crescimento, incluindo tecnologia, telecomunicações, mídia, imóveis, esportes e outros. O portfólio do Claure Group inclui investimentos em empresas como a T-Mobile, companhia de telecomunicações mais valiosa do mundo, que tem Claure como o maior acionista individual; SHEIN, a empresa de moda sob demanda de crescimento mais rápido do mundo, onde Claure é consultor de negócios e Chairman para a América Latina; TelevisaUnivision, a principal empresa de mídia e conteúdo em espanhol globalmente; Nubank, uma das maiores plataformas de serviços financeiros digitais do mundo; e Form Energy, uma empresa inovadora de tecnologia e fabricação de armazenamento de energia. Marcelo Claure é beneficiário efetivo da Bicycle Management Company, L.P. e receberá parte dos rendimentos gerados pelo fundo e, portanto, possui incentivo para recomendar o fundo, inclusive sobre veículos semelhantes que podem ter taxas mais baixas.

Sobre o Mubadala
O Mubadala Investment Company é um investidor soberano que administra um portfólio global, com o objetivo de gerar retornos financeiros sustentáveis para o governo de Abu Dhabi. O portfólio de US$ 284 bilhões (AED 1.045 bilhões) do Mubadala abrange seis continentes com interesses em múltiplos setores e classes de ativos. A empresa aproveita sua profunda experiência setorial e parcerias de longa data para impulsionar o crescimento sustentável e o lucro, ao mesmo tempo em que apoia a contínua diversificação e integração global da economia dos Emirados Árabes Unidos. O Mubadala é beneficiário efetivo da Bicycle Management Company, L.P. e receberá parte dos rendimentos gerados pelo fundo e, portanto, possui incentivo para recomendar o fundo, inclusive sobre veículos semelhantes que podem ter taxas mais baixas.
Para obter mais informações sobre o Mubadala Investment Company, acesse: www.mubadala.com.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalamanhecer.com.br/.