16/04/2024 às 11h04min - Atualizada em 17/04/2024 às 00h01min

Artista curitibano recebe homenagem em Paris

EMELIN LESZCZYNSKI
Isabela França Conteúdo Estratégico
Divulgação Arquivo Pessoal

No último sábado, dia 6 de abril, o brasileiro Leon Knopfholz foi homenageado pela Academia Francesa de Arte, Letras e Cultura (Divine Académie Française des Arts Lettres et Culture), em uma cerimônia no Hotel George V, em Paris, pelo conjunto de sua obra artística e cultural e seu papel como agente de transformação. A honraria já foi concedida a alguns artistas brasileiros que também deixaram sua marca no âmbito cultural de maneira global, como Milton Nascimento e Martinho da Vila.

A Academia Francesa de Arte, Letras e Cultura é reconhecida por sua contribuição para a promoção e preservação das artes e da cultura internacional. Fundada em 1995, a academia tem como objetivo celebrar e honrar personalidades que se destacam em diversas áreas artísticas e intelectuais. A premiação é considerada uma das mais prestigiadas do setor cultural, conferindo reconhecimento a artistas e intelectuais.

A cerimônia de premiação realizada pela instituição reúne personalidades influentes da cena cultural internacional. Durante a cerimônia, são destacados os feitos e contribuições dos homenageados. Além disso, a presença de figuras proeminentes do mundo das artes e da cultura confere um caráter especial ao evento, fortalecendo os laços entre os artistas e promovendo a troca de ideias e experiências.

Leon Knopfholz é um artista curitibano, conhecido por suas obras que exploram temas sociais e políticos de forma criativa e impactante. Knopfholz também é reconhecido, mas também por seu engajamento com questões relevantes da sociedade contemporânea, utilizando a arte como ferramenta de reflexão e transformação.

O reconhecimento concedido por uma instituição tão respeitada como a Academia Francesa não apenas celebra as realizações individuais dos homenageados, mas também destaca a importância da diversidade cultural e do diálogo intercultural no cenário global. “A homenagem que recebi da Academia Francesa me deixou extremamente emocionado. É um reconhecimento da minha trajetória de vida e do meu trabalho como artista. Sinto que essa honraria não é apenas para mim, mas para todos aqueles que acreditam no poder da arte para transformar o mundo. Acredito que a arte tem o poder de ampliar horizontes, despertar consciências e promover mudanças positivas na sociedade”, finaliza Knopfholz.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalamanhecer.com.br/.