21/02/2024 às 15h20min - Atualizada em 22/02/2024 às 00h01min

Na COOP, a venda de pescados deve crescer 10% no período da quaresma

COOP
DIVULGAÇÃO
Tradicionalmente, durante o período da quaresma, os peixes ganham mais destaque nos pratos dos brasileiros e as redes varejistas reservam maior espaço a eles para que o consumidor tenha uma jornada de compra completa.

E na Coop, não é diferente, pois a categoria está em evidência. Em 2023, a peixaria representou 0,70% do faturamento da rede e no negócio dos perecíveis representou 1,5% do faturamento.

Neste ano, em comparação ao ano anterior, a área comercial prevê um crescimento na ordem de 10% nas vendas de pescados. “Bacalhau do porto e os peixes salgados como Zarbo, Saithe e Polaca do Alasca, além de tilápia, merluza, cação e salmão são os mais procurados no período da quaresma. Quanto ao mix, o principal incremento é sempre na variedade de cortes de bacalhau e de peixes salgados”, destaca Marcos Rodrigues, gerente comercial.

Para os demais tipos de peixe, a rede trabalha conforme a disponibilidade do mercado, uma vez que essa categoria sofre com o impacto do "defeso", o que impossibilita  ter à disposição dos consumidores alguns tipos de peixes, mesmo na sazonalidade.

Atualmente, a Coop possui mais de 1 milhão de cooperados ativos, 34 unidades de varejo alimentar, sendo 26 no Grande ABC, uma em Piracicaba, três em São José dos Campos, duas em Sorocaba, duas em Tatuí, 73 drogarias, além dos canais digitais. Por ser uma cooperativa, seu principal objetivo é oferecer os melhores serviços a preços justos, além de reverter benefícios aos cooperados e à comunidade. 

www.portalcoop.com.br
www.coopdrogaria.com.br / www.coopsupermercado.com.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalamanhecer.com.br/.