22/05/2023 às 12h46min - Atualizada em 23/05/2023 às 16h02min

Aproveitar a estadia nos Estados Unidos requer paciência para processos de vistos.

Para quem está vindo pela primeira vez, ou a passeio de férias, o prazo de permanência concedido nos Estados Unidos é de até 6 meses.

SALA DA NOTÍCIA Samantha di Khali Comunica
Divulgação
Desde novembro de 2021, quando foram retomados os atendimentos para tirar o visto americano nos consulados do Brasil, a fila não para de crescer e hoje conta com a espera de mais de um ano, dependendo da localização do consulado.
Muitos obtêm o visto para aproveitar as férias, fazer negócios ou realizar pequenos cursos. Outros já se encontram na terra do tio Sam e pensam em se estabelecer.
Para quem está vindo pela primeira vez, ou a passeio de férias, o prazo de permanência concedido nos Estados Unidos é de até 6 meses, aliás, esta é uma concessão característica dos Estados Unidos, pois outros países concedem visto apenas para o período da viagem. Esta permanência não pode ser ultrapassada, porém pode ser estendida, mas não é recomendável, pois a demora para a aprovação de uma extensão é muito grande e pode acabar prejudicando o status imigratório do requerente.
A validade do visto americano de turismo (B1 e B2) atualmente é de 10 anos. Vale lembrar, que o oficial de imigração do aeroporto poderá barrar a entrada no país caso note algo suspeito (mesmo com o visto de turismo aprovado).
Para estudantes, o visto é concedido dependendo da duração dos estudos. O estudante também precisará comprovar renda suficiente para se manter no país e pagar a escola/universidade.
Para aqueles que desejam se estabelecer nos Estados Unidos, a advogada de imigração Dra. Ingrid Domingues McConville, aconselha a procurar se informar muito bem sobre as possibilidades e vistos disponíveis, pois nem todos são elegíveis para obter a permanência no país. Fazer um ajuste de status já estando no país requer atenção pois, mesmo para aqueles que decidiram estudar depois que chegam como turistas, os prazos têm que ser muito bem administrados. A dica é prudência e paciência.
Os vistos que levam ao Green Card são específicos: com base em laços de família, com base em casamento (cônjuge americano), com base em emprego, exilados, investidores e habilidades excepcionais.
Diante das alternativas, o brasileiro que deseja ir para os Estados Unidos, seja para passear, ou morar, tem que estar muito bem preparado e orientado para que tudo ocorra de maneira correta e satisfatória.
Quer saber mais entre no   https://instagram.com/dmvisalaw?igshid=YmMyMTA2M2Y=
 * Ingrid Domingues-McConville fundou a DM VISA LAW - Domingues McConville, P.A. em 1995.  É membro da Ordem dos Advogados da Flórida desde 1995 e membro do Tribunal Distrital dos Estados Unidos, Distrito Sul da Flórida.  Ingrid obteve seu diploma de graduação em Psicologia pela Universidade de Miami em Coral Gables, Flórida e seu diploma de Direito pela Cleveland-Marshall College of Law em Cleveland, Ohio. Com 28 anos de experiência em Direito de Imigração, Ingrid representou clientes em todo os Estados Unidos e no mundo, tanto em questões de imigração empresarial quanto familiar.  Ajudou empresas e indivíduos a obterem vistos e residência permanente nos Estados Unidos. Ingrid desempenha um papel de liderança significativo na comunidade brasileira no sul da Flórida e em todos os Estados Unidos, fornecendo orientação e aconselhamento jurídicos muito necessários.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalamanhecer.com.br/.