25/01/2024 às 13h44min - Atualizada em 27/01/2024 às 00h01min

Fabricantes brasileiras de dispositivos médicos participam da Arab Health

Organizado pelo Brazilian Health Devices, o pavilhão reunirá empresas em busca de novos contatos e negócios internacionais

Redação
Divulgação
Vinte e sete empresas brasileiras do setor de dispositivos médicos vão participar da maior feira do setor do Oriente Médio, a Arab Health, que acontece em Dubai, Emirados Árabes, de 29 de janeiro a 1 de fevereiro. Organizado pelo  Brazilian Health Devices (BHD), projeto setorial da Associação Brasileira da Indústria de Dispositivos Médicos (ABIMO) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil), o pavilhão brasileiro estará presente pela 21ª vez no evento que contará com 3.500 expositores e espera receber mais de 100 mil visitantes de mais de 100 países.  

“Em 2023, os países do Oriente Médio importaram mais de US$ 29 milhões das fabricantes brasileiras de dispositivos médicos, valor 42,4% superior ao obtido no ano anterior. Esse número eleva as expectativas para a feira de 2024 por mostrar que esse é um mercado aberto à produção brasileira que apresenta qualidade e excelente custo-benefício”, explica Larissa Gomes, gerente de Projetos e Marketing Internacional da ABIMO.  
 
Everton Silva, coordenador de Exportação da Samtronic, uma das marcas que estará no pavilhão brasileiro e participa do evento desde 2005, reconhece a representatividade da Arab Health nas estratégias internacionais da companhia. “É uma feira sempre muito importante para nós, principalmente na região do Oriente Médio e Norte da África. Atualmente focamos as exportações na América Latina, mas estamos prestes a obter a certificação da Food and Drug Administration (FDA) que nos permitirá expandir para os mercados atendidos pela Arab Health”, diz. 

O Oriente Médio promove muitas oportunidades, mas países como os Emirados Árabes Unidos, Israel e Turquia se destacam como os três destinos mais representativos no rol das exportações brasileiras de saúde. Líbano, Arábia Saudita e Iraque também despertam a atenção das estratégias nacionais. 

As fabricantes brasileiras de produtos médico-hospitalares exportaram, em 2023, US$ 596,1 milhões para todo o mundo, crescimento de 0,18% no comparativo com 2022. Entre os bens mais adquiridos pelo mercado externo estão bolsas de plástico para uso médico, válvulas cardíacas, categutes esterilizados, pensos adesivos e agulhas para sutura. 

Em 2023, o pavilhão do Brazilian Health Devices montado na Arab Health contava com 31 empresas e encerrou o evento com US$ 4,2 milhões em negócios imediatos. Além disso, as marcas participantes – que, juntas, realizaram 2.300 contatos durante os quatro dias de exposição, saíram com a expectativa de gerar mais US$ 16,6 milhões nos 12 meses seguintes.  

Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalamanhecer.com.br/.