26/10/2023 às 14h49min - Atualizada em 27/10/2023 às 00h01min

Instituições se unem e promovem projeto para comunidade LGBTQIA+ na Maré, no Rio

Com cultura, lazer e entretenimento, O LGBT+ Rio Periferias quer discutir os espaços de resistência LGBTs na periferia

Vivialex Assessoria de imprensa
Foto istockphoto

Acontece em outubro e novembro, o projeto LGBT+ RIO PERIFERIAS. A iniciativa é uma realização da TRIBOQ junto a UNIperiferias, em parceria com a Casa Resistências, Intercity Hotels e a Vila Olímpica Seu Amaro. A ação tem por objetivo trazer à tona uma experiência in loco pautada em três dos principais espaços de sociabilização de LGBTs no contexto da periferia: o esporte, a conscientização, a sensibilização e o entretenimento.

O projeto se dividirá em duas partes: primeiro, o seminário online intitulado “(R)existência LGBTQIA+ nas periferias”, agendado para 31 de outubro, às 19h30, com transmissão nos canais das instituições parceiras no YouTube. Em seguida, serão realizadas as atividades presenciais na Favela da Maré. Isso inclui um jogo de futebol entre os times Trans United FC e Mariellas FC, focado em promover a prática esportiva como instrumento de integração na comunidade LGBT+. Além disso, haverá música, apresentações de DJs, slammers e uma competição de ball, trazendo o entretenimento à tona como uma forma sensível de afeto e acolhimento para a comunidade LGBTQIA+ da periferia.

 

O Sócio Fundador e Vocalista da TRIBOQ, Beni Falconi, ressalta a importância de um evento como este para a comunidade LGBTQIA+ periférica e favelada. “Fomentar o esporte, a conscientização e o lazer como meios de inclusão social de pessoas LGBTS nas periferias, promover espaços de sociabilização na periferia para pessoas LGBTQIA+, e refletir sobre como e quais políticas públicas garantem ou podem contribuir para uma maior integração de pessoas LGBTQIA+ na metrópole e nas regiões do estado do Rio de Janeiro, mostram a suma importância desta ação para a Maré e para a comunidade LGBTQIA+.”

A Coordenadora Pedagógica da UNIperiferias, Heloísa Melino, destaca o papel da UNIperiferias neste projeto. “A Potência das Periferias e a Pedagogia da Convivência são dois princípios bases da UNIperiferias. 

 

O "LGBT+Periferias" é um evento construído em parcerias que buscam destacar a potência da sociabilidade e da integração das populações LGBTQIA+ na formação e construção de sentidos. Com essa iniciativa, queremos ampliar e aprofundar nossa atuação e integração ao território onde nossa organização nasceu e é sediada. Estamos confiantes que é pelas vias do afeto e da solidariedade que novos mundos são possíveis e, sem dúvida nenhuma, os espaços de formação e diálogo, assim como os de esporte, cultura e lazer, são fundamentais para essa trajetória”, frisa Heloísa.

 

Já a Coordenadora da Casa Resistências, Day Gusmão, não esconde a alegria em promover um evento como este. “A alegria é um ato político que a favela ensina cotidianamente para o mundo. Ninguém vai nos dizer como amar.", comemora Day.

 

O projeto é fruto do Edital INTEGRARIO, da Secretaria de Integração Metropolitana da Prefeitura do Rio.


Sobre a TRIBOQ: Lançado em 2017, o Candybloco rapidamente se tornou o hit do verão carioca. Não demorou muito para que o bloco de versões abrasileiradas de hits de divas pop se tornasse um verdadeiro movimento que integrava não só a música, como também diversas ações de cunho social, político e econômico em seus shows e eventos. Com todo esse crescimento ao longo dos anos, a “fantasia” de bloco de carnaval ficou pequena demais. Foi preciso repensar a identidade e encontrar uma que desse conta de tudo que o Candybloco havia se tornado. 

 

“Olhando para o universo que criamos, para a expressão cultural e social da nossa comunidade LGBTQIA+, sua diversidade, identificamos a nossa tribo”, palavras de Mickael Noah, responsável pelo camarote Candybox, sócio e amigo de Beni Falcone há 20 anos. Desse reconhecimento, nasceu a TRIBOQ. Música, impacto social, promoção de saúde e oportunidades. 

 

Nesse sentido, a TRIBOQ, para além da música e do entretenimento, estabelece a construção de pontes para toda a comunidade enquanto negócio social. Utilizando sua capacidade de engajamento político-social para conectar pessoas LGBTQI+ à empresas e organizações comprometidas com a premissa da diversidade, gerando oportunidades de emprego e acolhimento. E assim, compromete-se ativamente com a construção de uma sociedade mais justa, inclusiva e igualitária.


Sobre a UNIperiferias: A UNIperiferias, a Universidade Internacional das Periferias, atua no desenvolvimento de uma rede internacional dedicada à formação de sujeitos, e produção de conhecimentos e de ações que visibilizam e fortalecem as potências das periferias, na perspectiva de construção de cidades mais democráticas e sustentáveis. Através de formações, pesquisas, da revista periferias e sua editora, A UNIpericerias tece uma rede internacional de pensadores periféricos para compreender melhor as periferias do mundo.


Sobre a Casa Resistências: A Casa Resistências foi inaugurada em 2022, na Vila dos Pinheiros, no Complexo da Maré, servindo de sede para as ações da Coletiva Resistência Lésbica da Maré, fundada em 2016. Tem como norte principal das ações, a defesa de direitos humanos para mulheres LBT de favela e conta com espaço se moradora para lésbicas vítimas de violência. A maioria das ações está registrada em @resistencialesbica_.

Serviço:

LGBT+RIO PERIFERIAS

Seminário Online: 31 de outubro, às 19h30 no canal do YouTube da UNIperiferias Atividades Presenciais: local e data serão confirmados nas próximas semanas.


 


 


Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalamanhecer.com.br/.