30/05/2023 às 12h50min - Atualizada em 31/05/2023 às 00h02min

Operação Centro-Limpo conta com diversas ações voltadas para a melhoria da vida dos paulistanos

Política, Cotidiano

SALA DA NOTÍCIA Micheletto Comunicação

Realizada pela Prefeitura de São Paulo, a Operação Centro-Limpo traz ao coração da cidade diversas atividades como os serviços de zeladoria, segurança pública e atendimento aos moradores de rua.

As ações de zeladoria vão desde habituais lavagens de via, manutenção de monumentos e escadarias, remoção de resíduos com a limpeza de grelhas, bocas de lobo, remoção de resíduos, entre outras.
Até o momento, as equipes de limpeza executaram a capinação e varrição de 45 mil m² da área da praça da Sé; foram realizadas 90 operações de lavagem, entre elas, 13 mil m² do piso teve ação de clareamento. Além disso, cerca de 10 toneladas de resíduos foram coletadas em 15 operações de remoção de grandes Objetos no local. Outro dado importante, foi a diminuição das ações irregulares que aconteciam no local, como a Feira do Rolo.

Desde o mês de março, o local recebe melhorias, as equipes de áreas verdes realizaram o corte de 36.000 m² de mato; plantio de 8 mil m² de grama e 4 mil mudas ornamentais; preparo de 2.600 m² de solo; o despraguejamento de 2.130 m² de áreas ajardinadas, poda de 245 árvores, 7 removidas e 7 plantadas. Diariamente é retirada aproximadamente 1,3 tonelada de lixo da Praça.

Mais segurança

A Justiça de São Paulo liberou edital da prefeitura da capital paulista para licitação do sistema Smart Sampa com 20 mil câmeras com reconhecimento facial na cidade, sendo que 2,5 mil equipamentos serão instalados na região central. Além disso, a administração municipal entregou recentemente 116 motos para a Guarda Civil Metropolitana (GCM) para rondas exclusivamente na região central à cidade.

Atendimento Social

Criado no último mês, o programa Ampara SP já conseguiu acolher 1,6 mil pessoas em situação de vulnerabilidade. Ao todo, foram 3.518 atendimentos feitos por um grupo multidisciplinar que conta com psicólogos, arte-educadores e sociólogos. Um dos principais projetos nessa área, a Vila Reencontro, funciona há cerca de três meses na região do Vale do Anhangabaú, atendendo famílias inteiras que viviam nas ruas. A prefeitura tem hoje quase 22 mil vagas destinadas a pessoas em situação de rua, com serviço de alimentação, atendimento psicológico e de oferta de trabalho via Centro de Atendimento ao Trabalhador (CAT).


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalamanhecer.com.br/.