06/09/2023 às 10h54min - Atualizada em 09/09/2023 às 00h00min

Aceleração digital e humanização do SUS serão prioridades em hospitais  administrados do Instituto de Responsabilidade Social Sírio-Libanês

Gabriel Santos
http://irssl.org.br/
Divulgação - IRSSL
  • Até 2027, o objetivo é que 100% das unidades sob gestão do Instituto se tornem paperless e, até 2024, a marcação de consultas seja automatizada, melhorando substancialmente a experiência dos pacientes
     
  • Com 10 unidades de saúde sob sua gestão, entre elas o Hospital Municipal Infantil Menino Jesus e o Hospital Geral do Grajaú, o Instituto planeja novas conquistas para os próximos anos, focando em humanização e aceleração tecnológica

A aceleração tecnológica e a humanização do atendimento aos usuários do SUS (Sistema Único de Saúde) se tornarão uma realidade na vida de milhões de pessoas que dependem do sistema público, revela o Instituto de Responsabilidade Social Sírio-Libanês (IRSSL), organização social de saúde (OSS) fundada em 2008 e que hoje conta com nove unidades de saúde sob sua gestão, em diferentes cidades do Estado de São Paulo, operando no formato de parceria público privada com o governo do Estado e com a Prefeitura de São Paulo, e administrando duas unidades pertencentes a instituições privadas sem fins lucrativos, que prestam serviços gratuitos para a população. 

Na esteira das comemorações de seus 15 anos de existência, a instituição anunciou que, até 2027, 100% das unidades do Instituto se tornarão paperless e, até 2024, o objetivo é que a marcação de consultas seja automatizada, melhorando cada vez mais a experiência do paciente SUS.

Na parte da digitalização, o processo irá além da modernização da recepção, abrangendo toda a jornada do paciente, com o objetivo de proporcionar mais facilidade para a população e reduzindo o tempo de espera e faltas nos atendimentos.

“A saúde pública brasileira enfrenta problemas complexos, mas Organizações Sociais de Saúde (OSS), como o IRSSL, têm sido aliadas fundamentais para complementar e fortalecer os serviços prestados pelo SUS. Nesse sentido, o Instituto se destaca com sua expertise reconhecida e consolidada no setor privado, trazendo avanços expressivos para a gestão de saúde pública em São Paulo”, explica Carolina Lastra, diretora-executiva do IRSSL.

Como protagonista na gestão de saúde, o IRSSL já tem um histórico de investimento em projetos inovadores que transformam a vida de pacientes:

  • No Hospital Municipal Infantil Menino Jesus, o programa para crianças com fissura labiopalatina é um sucesso, atendendo em média 150 pacientes por ano nascidos em maternidades do SUS na cidade.
  • Já no Hospital Geral do Grajaú, o protocolo ágil para atendimento de AVC garante que os pacientes sejam atendidos em até 13 minutos, superando as metas ideais para minimizar sequelas e salvar vidas.
  • Conforme mostra o Relatório Anual 2022: nos últimos 15 anos, o IRSSL já realizou mais de 12 milhões de exames laboratoriais, 2,8 milhões de atendimentos de urgência, 2,2 milhões de consultas, além de mais de 220 mil cirurgias e 2 milhões de exames de imagem.  






     

 


 


Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalamanhecer.com.br/.