06/09/2023 às 09h28min - Atualizada em 09/09/2023 às 00h00min

Qualidade comprovada: vacas e touros da Alta Genetics ganham prêmios na Expointer 2023

  Entre eles, as filhas dos touros Alta HOTJOB e Alta MARCIN levaram o título de Reservada Grande Campeã e campeã do Torneio Leiteiro; na bateria de corte taurino, destaque para Reservada Campeã Terneira Maior e os filhos do touro Experto, nas categorias Grande Campeão, como terceiro melhor touro, e Grande Campeã

CID LUIS DE OLIVEIRA PINTO
www.altagenetics.com.br
Divulgação
A Alta Genetics, líder mundial no mercado de melhoramento genético bovino, mais uma vez, teve sua qualidade comprovada durante a 46ª edição da Expointer, que aconteceu em Esteio (RS) com a premiação de duas vacas que se destacaram nas pistas. A primeira delas, de raça holandesa, é filha do touro Alta HOTJOB e levou o título de Reservada Grande Campeã do evento. Já a outra, da raça Jersey, é filha do touro Alta MARCIN e foi campeã do Torneio Leiteiro da Expointer, com produção de 53,9 kg de leite em 24 horas.

Na pista de julgamento, a Alta apresentou sua bateria de corte taurino, trazendo grandes campeões dos ranqueamentos dos sumários que foram lançados durante a feira. Dentro da Raça Brangus, o destaque foi a Reservada Campeã Terneira Maior, que possui pedigree fechado na Alta: filha do touro Castus em uma vaca Arandú. Já na raça Braford, foram premiados os filhos do touro Experto, nas categorias Grande Campeão, como terceiro melhor touro, e Grande Campeã.
 
Os lançamentos dos sumários das raças taurinas foram considerados os pontos altos da feira. No Sumário Natura, foram apresentados os touros Priscus e EPV Tanque, se destacando na raça Brangus, e o Camaro, dentro da raça Angus. No Sumário Promebo, o líder entre os touros jovens da raça Angus, Cash Angus, da Limeira, compõe a bateria, assim como os touros Camaro, Combate, Cruzeiro, Sultão e Coronel. Dentro da raça Hereford, o líder foi o touro Lord; na raça Charolês, a liderança ficou para o touro Legend e, na raça Brangus, o touro Red Brangus Farrapo foi o líder de sumário. Já no sumário Conexão Delta G, com grau de confiança elevado, as grandes referências na raça Braford foram os touros Experto, Guatambu Triunfo, Templário, Nativo, Sinuelo, Jarau e Cortado. Por fim, na raça Hereford, os touros premiados foram Titânio e Parceiro.

No estande da Alta também aconteceram ações importantes, como os workshops voltados para profissionais e produtores do setor e o lançamento das ferramentas de gerenciamento de gado leiteiro MyDC on Pulse e o DairyComp, que oferecem uma série de benefícios, incluindo a organização dos dados, controle da produção e reprodução, gerenciamento da saúde animal e inúmeras ferramentas de análise de dados. Com elas, o criador pode otimizar a gestão do seu rebanho, aumentando a rentabilidade e trazendo lucros para o produtor.

Ainda na Expointer, foi apresentado o novo Catálogo de Corte Taurino 2023 e o SOS Beef, o colostro bovino em pó 100% natural, essencial para a saúde dos bezerros, pois é ele que transfere anticorpos essenciais para a defesa do organismo contra doenças e infecções durante os primeiros dias de vida. Para o gerente distrital da Alta, Jorge Duarte, essa edição da Expointer mostrou que o setor vive um momento de superação. “Mesmo com momentos de dificuldades pelo qual passa a pecuária, ela sempre dá uma resposta positiva, tanto que, neste ano, tivemos recorde de público e negociações na feira, tanto em corte quanto leite”, ressaltou.

De acordo com dados divulgados pelo secretário de Agricultura, Pecuária, Produção Sustentável e Irrigação (Seapi), Giovani Feltes, os negócios na feira atingiram a marca de R$ 7,98 bilhões, um aumento de 11,7% em relação à edição passada. Já com relação ao número de visitantes, foram registrados 818.943 participantes.
 
Sobre a Alta
A Alta é líder mundial no mercado de melhoramento genético bovino. Com matriz em Calgary, no Canadá, atua em mais de 90 países com nove centrais de coleta: Brasil, Estados Unidos, Canadá, Argentina, Holanda e China, onde é a única central com licença para produzir sêmen no país. Com mais de 25 anos de história no Brasil, a Alta mantém escritório administrativo e moderna central de biotecnologia e difusão genética em Uberaba/MG, onde anualmente recebe mais de 12 mil visitantes. A empresa visa melhorar a lucratividade de cada rebanho, por meio da entrega genética de confiança e serviços de manejo com alta qualidade. A Alta contribui diariamente com o desenvolvimento da pecuária mundial pela sua estreita relação com o pecuarista, auxílio de profissionais altamente qualificados, modernas instalações e emprego de tecnologias pioneiras.
 

Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalamanhecer.com.br/.