25/05/2023 às 10h15min - Atualizada em 27/05/2023 às 00h02min

A importância dos exames preventivos na jornada de saúde da mulher

Oncologista alerta que mulheres ainda procuram o médico somente quando identificam algum sintoma e isso impacta nos resultados e até mesmo nas possibilidades de tratamento e cura

SALA DA NOTÍCIA Anne Elise

As tarefas e responsabilidades diárias são muitas, a rotina é intensa e o cuidado é uma preocupação na agenda de uma mulher. No entanto, o autocuidado ainda é um desafio para milhares delas ao redor do mundo. Se a elas ainda cabe o papel de cuidar de todos a sua volta, o cuidado com si mesmo ainda precisa ser priorizado.

A evolução da medicina voltada para o gênero feminino tem contribuído para oferecer tratamentos cada vez mais resolutivos. “Da primeira menstruação aos pós menopausa, e independente da idade, a melhor forma de garantir o bem-estar e a qualidade de vida é por meio da prevenção e do autocuidado”, orienta a ginecologista e coordenadora médica do Sabin Diagnóstico e Saúde de São Caetano do Sul, Luciana de Paiva Nery Soares.

“Os exames preventivos periódicos são a estratégia mais eficaz de prevenir e identificar as doenças de maior prevalência entre as mulheres, pois garantem o melhor prognóstico e tratamento quando diagnosticadas precocemente”, ressalta ela. 

Os cânceres de mama e colo de útero, estão entre essas doenças, por isso alguns dos exames preventivos mais comuns para mulheres incluem o papanicolau, mamografia e ultrassonografia pélvica. “Esses exames preventivos periódicos devem ser realizados mesmo que a mulher não apresente sintomas ou sinais de doença. A frequência dos exames pode variar dependendo da idade da mulher e do histórico pessoal e familiar, por isso o acompanhamento médico ao longo da vida é fundamental. Desta forma os exames e a sua periodicidade podem ser definidos de forma individualizada, a partir do histórico de cada paciente. As necessidades mudam ao longo da vida, os exames preventivos também”, explica Luciana.

“As mulheres ainda procuram o médico somente quando identificam algum sintoma e isso impacta nos resultados do tratamento e até mesmo nas possibilidades de tratamento. Com os exames de rotina é possível detectar algumas doenças ainda em fase inicial, quando os tratamentos são mais resolutivos”, alerta o cirurgião oncológico, Rafael Leite Nunes.

O câncer de colo de útero afeta mais de 16 mil mulheres no Brasil todos os anos, mas quando rastreado precocemente as chances de cura chegam próximas de 100%. “O câncer de colo de útero tem evolução lenta e só manifesta sintomas quando atinge estágios avançados, quando os tratamentos podem ser menos efetivos”, alerta o cirurgião oncológico, Rafael Leite Nunes.

Já o câncer de mama, o segundo mais recorrente entre as mulheres, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer, corresponde a quase 30% de todos os casos de câncer registrados no Brasil. São cerca de 60 mil novos diagnósticos por ano e 15 mil resultam em morte.

“Sim, os são números expressivos e podem ser impactados pelo diagnóstico precoce. No entanto, 40% das mulheres não realizam a mamografia há mais de 3 anos e somente 25% realiza o exame com a periodicidade adequada, segundo levantamento da Sociedade Brasileira de Mastologia”, alerta o médico.

“Quando o assunto é saúde, não tem fórmula mágica, mas priorizar a rotina de cuidados preventivos é fundamental para garantir os melhores desfechos clínicos. A medicina tem evoluído muito em tratamentos que resultam em melhores prognósticos, no entanto, é no estágio inicial que esses tratamentos oferecem os melhores resultados”, conclui Luciana.

Grupo Sabin | Referência em saúde, destaque em gestão de pessoas e liderança feminina, dedicado às melhores práticas sustentáveis e atuante nas comunidades onde está presente, o Grupo Sabin nasceu na capital federal, fruto da coragem e determinação de duas empreendedoras, Janete Vaz e Sandra Soares Costa, em 1984. Hoje conta com cerca de 7000 colaboradores unidos pelo propósito de inspirar pessoas a cuidar de pessoas.

Presente em 15 estados, além do Distrito Federal, a empresa oferece serviços de saúde com excelência, inovação e responsabilidade socioambiental às 78 cidades em que está presente e atende mais de 7 milhões de clientes ao ano em 350 unidades distribuídas de norte a sul do país.

O ecossistema de saúde do Grupo Sabin integra um portfólio de negócios que contempla análises clínicas, diagnósticos por imagem, anatomia patológica, genômica, imunização e check-up executivo. Além disso, contempla também serviços de atenção primária contribuindo para a gestão de saúde de grupos populacionais por meio de programas e linhas de cuidados coordenados, e a plataforma integradora de serviços de saúde - Rita Saúde - solução digital que conta com diversos parceiros como farmácias, médicos e outros profissionais, promovendo acesso à saúde com qualidade e eficiência.


Para conhecer mais sobre o Grupo Sabin, acesse o site da companhia 

No LinkedIn da empresa também é possível conferir todas as novidades.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalamanhecer.com.br/.