25/05/2023 às 11h09min - Atualizada em 27/05/2023 às 00h02min

Expert em "vergonha alheia", Mai Purper faz sucesso na internet transformando situações constrangedoras em humor

Sensação nas redes sociais, a influenciadora gaúcha é destaque no Kwai com esquetes que retratam situações cotidianas cuja principal marca é sua "calma caótica"

SALA DA NOTÍCIA Bruna Camilo

Quem nunca foi questionado ao se recusar a pagar a taxa de serviço num bar? Ou se intrigou com um atendente que insistiu em pedir seu CPF na hora de fechar as compras? Ou mesmo ficou de cara com pais fazendo festa de "mêsversário" para filhos recém-nascidos? Pois são vídeos retratando situações como essas que fizeram a criadora de conteúdo Mai Purper, 31, bombar no Kwai, app de criação e compartilhamento de vídeos curtos. O diferencial deles, no entanto, é a capacidade única que a ruiva tem de transformar momentos embaraçosos em comédia, brilhando na hora de retratar situações em que é impossível não sentir vergonha alheia. Marcadas por pausas colossais, muitos olhares e um clima peculiar de uma certa "calma caótica", suas esquetes pipocam por toda a rede social, alcançaram mais de 3,3 milhões de curtidas e costumam ser replicadas em diversos perfis de humor.

Nascida em Alvorada, Rio Grande do Sul, a gaúcha inicialmente trabalhava com design gráfico. Entretanto, quando a pandemia da COVID-19 chegou e a casa noturna que prestava serviços gráficos teve de fechar as portas, Purper se viu desempregada e presa em casa com o companheiro. Num momento de descontração, veio o alumbramento: "Meu namorado me encorajou a filmar as 'palhaçadas' que eu sempre fiz em casa, pensando que o público da internet poderia gostar", diz Mai. De início, ficou intrigada com a ideia, e os primeiros vídeos surgiram como um passatempo mesmo, já que não havia muito o que fazer nos tempos pandêmicos dentro de casa. Ela criou uma personagem chamada "Podre de Rica", na qual ironizava o estilo de vida de gente com muita grana usando objetos simples que tinha casa como se fossem "coisas de rico", e a popularidade da personagem começou a crescer. Foi então que vislumbrou a oportunidade de abandonar a persona e se concentrar na criação de conteúdo diversificado que mostrasse seu verdadeiro eu –já que eram os vídeos com as situações mais próximas de sua realidade eram os mais vistos.

“Eu entendi que a criação de conteúdo tinha virado meu trabalho quando as pessoas passaram a me reconhecer na rua”. O sucesso de Purper é proporcional à sua capacidade de se conectar com o público por meio de situações simples, pelas quais todo mundo já passou. "Não fico envergonhada facilmente e acho praticamente impossível alguém me deixar com vergonha. Mas sou especialista em sentir a vergonha alheia, então quando alguém se sente estranho em uma situação, eu acho hilário e me esforço para recriar essas situações embaraçosas". E isso acaba gerando risos e empatia com os usuários. "Algumas pessoas, quando começaram a assistir meus vídeos, me disseram: ‘Meu Deus, preciso sair desse vídeo’, porque eles não aguentaram tanta vergonha alheia. Eu acho ótimo, pois consegui mostrar bem a situação”.

Entre seus vídeos mais bombados na internet, estão os famosos “Paga ou não paga os 10% da taxa de serviço?”, “CPF na nota”, “Mêsversário”, entre outros.

Desafios
Mesmo com sua inegável habilidade em arrancar risos e entreter seu público nas redes sociais, Mai Purper também enfrenta desafios e estereótipos no universo do humor online. A criadora de conteúdo relata que se depara com comentários sexistas e estereotipados, reforçando a ideia equivocada de que mulheres não possuem senso de humor.

Apesar das dificuldades enfrentadas, Mai tem se mantido resiliente e determinada a superar essas adversidades. Ela continua a criar conteúdo autêntico e engraçado, desafiando os estereótipos de gênero e inspirando outras mulheres a seguirem seus sonhos, independentemente dos obstáculos que possam surgir. “Já fiz várias collabs com amigas que também fazem humor e fico muito feliz quando aparecem mais mulheres no meio", finaliza Mai.
 

Comunidade do Kwai
Desde que chegou ao Brasil, em 2019, o Kwai tem impactado e empoderado pessoas comuns que agora podem facilmente descobrir, criar e compartilhar conteúdos do cotidiano. Com mais de 48 milhões de brasileiros ativos mensalmente na plataforma, de acordo com a média da ComScore em 2022, a plataforma contabilizou, em levantamento realizado entre março de 2021 e abril de 2022, que mais de 20 mil pessoas foram diretamente impactadas pelo investimento de R$ 250 milhões em um ano no seu programa de parceiros de produção de conteúdo.

 

Sobre o Kwai
Um dos aplicativos gratuitos mais populares do Brasil, o Kwai permite que o público crie seu próprio conteúdo e compartilhe vídeos online de forma fácil, inclusiva e acessível, em um universo interativo que possibilita a conexão de pessoas. Com a missão de tornar a vida mais feliz, o Kwai acredita que todos os pequenos momentos merecem ser compartilhados. O app está disponível nos sistemas iOS e Android, na App Store e no Google Play . Saiba mais em: kwai.com.

Informações do Kwai para a imprensa
RPMA Comunicação
[email protected]  
Amanda Amorim - (11) 95085-7565
Bruna Camilo - (11) 98767-5165
Maria Fernanda Espinosa - (11) 94916-0423


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalamanhecer.com.br/.