25/05/2023 às 11h11min - Atualizada em 26/05/2023 às 00h01min

Olho no Carro planeja crescer 40% em 2023, impulsionada pelo aumento da procura por seminovos

A decisão de compra de um veículo só é tomada após a análise de diversas variáveis - como o seu valor, o custo do seguro, a manutenção, entre outros.

SALA DA NOTÍCIA Samantha di Khali Comunica
Divulgação
Fundada em 2017 com um investimento de apenas R$150 mil, hoje a empresa é líder do segmento e possui um valuation estimado em US$25 milhões.
A decisão de compra de um veículo só é tomada após a análise de diversas variáveis - como o seu valor, o custo do seguro, a manutenção, entre outros. Quando esse veículo é seminovo ou usado, outros componentes são acrescentados, como se a documentação está em dia, histórico de roubo ou furto, se o modelo já passou por recall e se já bateu, por exemplo. Para uma pessoa física, essa verificação era uma tarefa quase impossível. Mas tudo mudou a partir de 2017. Com a chegada ao mercado da Olho no Carro, maior plataforma de consulta veicular para pessoas físicas do país com foco na garantia da transparência e segurança nas transações de compra e venda de carros seminovos, tudo ficou bem mais fácil.
 
Fundada há seis anos, com um investimento de R$150 mil, hoje a empresa é líder do segmento e possui um valuation estimado em US$25 milhões. Com um crescimento de 2.600% nos últimos cinco anos, a Olho no Carro espera crescer 40% em 2023. Os bons resultados da empresa são reflexo da alta nas vendas de carros usados e seminovos. Segundo a Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), nos quatro primeiros meses de 2023, foram vendidos um total de 2.752.675 carros usados/seminovos. Isso representa alta de 5,66% no comparativo com o mesmo período de 2022 (2.605.324). 
 
Para Yago Almeida, sócio e cofundador da Olho no Carro, os dados divulgados pela Fenabrave confirmam a tendência verificada pela empresa. “Somente nos três primeiros meses do ano, a busca por informações na plataforma apresentou uma alta de 270%, no comparativo com o mesmo período do ano passado. Através dos relatórios que geramos, buscamos garantir transparência e segurança nas transações de compra e venda de carros seminovos em todo o Brasil”, destaca o executivo.  
 
Entre os diferenciais da Olho no Carro está o acesso a informações exclusivas que podem ser acessadas em poucos segundos – algumas gratuitamente –, apenas com a placa ou o chassi do automóvel desejado. Informações como a opinião de donos do mesmo modelo, preço das principais peças, histórico de quilometragem, principais falhas do modelo, comparativos e muitas outras informações valiosas para quem deseja comprar um carro usado, ficam à disposição do usuário que passa a ter muito mais segurança para fechar o negócio. Entre os principais motivos que levam os clientes a desistir da compra do carro seminovo, estão: carros com passagem por leilão, histórico de batidas, fraudes e/ou adulteração, além de ocorrências como roubo anterior, quantidade de donos, custo de manutenção e preço das peças. Apesar de oferecer algumas informações gratuitamente, cerca de 85% do público que acessa o site busca a consulta completa que custa R$64,90.
 
Com milhares de clientes já atendidos, a empresa tornou-se referência em consulta veicular. Mensalmente, mais de 400 mil pessoas consultam o site antes de fechar negócio. Atualmente, tanto no aplicativo como no site, o percentual do gênero masculino é maior que o feminino. Pelo app, 86% são homens e 14% mulheres, já no site, o percentual é de 70% homens e 30% mulheres. Nos próximos anos, a Olho no Carro espera atingir o patamar de 60% homens e 40% mulheres.
 
Sobre a Olho no Carro
 
Maior plataforma de consulta veicular para pessoas físicas do Brasil, a Olho no Carro, foi fundada em 2017 pelos sócios Yago Almeida e Bárbara Siqueira. O objetivo era oferecer serviços de consulta veicular online, para garantir transparência e segurança nas transações de compra e venda de carros seminovos e usados em todo território nacional. A ideia de criar a Olho no Carro veio através de outro negócio que fazia a mesma análise do histórico de veículos, mas que era voltado exclusivamente para lojistas e concessionárias. Ao observar esse déficit de informações para o consumidor final, ou seja, a pessoa física que poderia ser prejudicada ao adquirir um carro sem verificar o histórico de problemas, surgiu a ideia da Olho no Carro. Com o crescimento da empresa ao longo dos anos, muito focada em tecnologia, surgiu a oportunidade da entrada de um terceiro sócio, Diego Moura, que ficou responsável por essa área.
 
Um dos principais diferenciais da plataforma é oferece diversas informações exclusivas em poucos segundos, apenas com a placa ou o chassi do automóvel, como por exemplo: a opinião do dono, preço das principais peças, histórico de quilometragem, fotos reais dos veículos, principais falhas do modelo, comparativos e muitas outras informações valiosas para quem deseja comprar um carro usado, com mais segurança. Com milhares de clientes já atendidos, a empresa tornou-se referência em consulta veicular.  Mensalmente, mais de 400 mil pessoas consultam o site antes de fechar negócio.
 
Com apenas seis anos no mercado, a Olho no Carro está sempre inovando na busca por soluções tecnológicas para oferecer aos seus clientes as informações mais precisas e atualizadas sobre veículos usados. Por esse motivo, a plataforma já possui um App, que levou para a palma da mão a experiência de consultas online. Com uma equipe de profissionais experientes e apaixonados pelo que fazem, assim como todo brasileiro apaixonado por carro, a empresa se consolida como um dos principais players no mercado de informações veiculares no Brasil.
 
Mais informações: https://www.olhonocarro.com.br/
Instagram: https://instagram.com/olhonocarro?igshid=Mzc1MmZhNjY= 
LinkedIn: https://www.linkedin.com/company/olho-no-carro/

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalamanhecer.com.br/.