07/06/2024 às 14h53min - Atualizada em 11/06/2024 às 00h00min

Biolab apresenta princípio ativo 100% brasileiro durante a Bio International Convention 2024, nos Estados Unidos

RAPHAELA CANDIDO
Foto: Divulgação Biolab
A Biolab reforça o seu compromisso com a inovação e participou do maior evento global de biotecnologia, o BIO International Convention, em San Diego (EUA). A participação da empresa foi resultado de parceria com a Associação Brasileira da Indústria de Insumos Farmacêuticos (ABIQUIFI) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil ) que objetiva reforçar os avanços e a importância da indústria brasileira para o mercado internacional de saúde.

Além das discussões e oportunidades de negócios, a Biolab fez apresentação no painel sobre produtos que fomentam a biodiversidade brasileira, compartilhando informações sobre uma espécie de planta nativa do Cerrado, Stryphnodendron adstringens, conhecido popularmente como barbatimão. O conhecimento tradicional sobre seu cultivo e propriedades que beneficiam a saúde é resultado do trabalho da Associação das Mulheres do Assentamento Monjolinho (AMAM), do Mato Grosso do Sul, cujas associadas extraem o princípio ativo da casca de forma artesanal. 

“Na Biolab, a inovação está em diferentes frentes e nos orgulhamos de ser uma empresa que incentiva e financia pesquisas para o desenvolvimento de soluções que visam contribuir com a saúde da população. No caso do barbatimão, ficamos felizes em apresentar para um público diversificado e de diferentes origens um pouco mais sobre uma espécie que é Patrimônio Genético Nacional e, além de ser conhecido na medicina popular como poderoso anti-inflamatório, sua casca tem a capacidade de se regenerar após a extração do princípio ativo”, detalha o Dr. José Roberto da Costa Pereira, Diretor de Negócios e Inovação da Biolab.

A apresentação mostrou que o manejo e a extração sustentável da casca do barbatimão proporciona impacto positivo para as mulheres da AMAM, contribuindo para a valorização e a conservação das áreas onde a espécie é encontrada. Do ponto de vista social, o fomento à comercialização atrai investimentos e aperfeiçoamento das técnicas para sua produção eficiente e com menor impacto ambiental. As pesquisas que envolvem sua exploração econômica são regulamentadas pela Lei nº 13.123, que, entre as principais obrigações, prevê a repartição dos benefícios e o uso sustentável dos recursos genéticos da biodiversidade.

“Apoiar o bioma brasileiro também é uma forma de cumprir nossa missão de levar saúde e qualidade de vida para a população. Estamos felizes em fazer parte de um projeto de tanta importância, que gera renda para a comunidade envolvida na cadeia produtiva e dá suporte para a manutenção e a proteção de um projeto rico em recursos naturais e conhecimento tradicional. A BIO International Convention foi palco para a Biolab mostrar o potencial da indústria farmacêutica brasileira na contribuição com a ciência global”, complementou o Dr. José Roberto.

Notícia distribuída pela saladanoticia.com.br. A Plataforma e Veículo não são responsáveis pelo conteúdo publicado, estes são assumidos pelo Autor(a):
RAPHAELA CANDIDO COUTINHO
[email protected]


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalamanhecer.com.br/.