16/05/2023 às 16h12min - Atualizada em 24/05/2023 às 00h00min

Longa brasileiro sobre gravidez indesejada em compretição no Festival de Cannes

O longa“Levante”, da diretora brasileira Lillah Halla, ganha première mundial no 76º Festival de Cannes, na França no próximo dia 23 de maio.

SALA DA NOTÍCIA Karina Mancini
Atti Comunicação
O  longa-metragem de estreia da diretora brasileira Lillah Halla, “Levante” ganha première mundial no prestigioso Festival Internacional de Cinema de Cannes, no próximo dia 23 de maio na França. A 76ª edição do evento ocorre de 16 a 27 de março. 

Uma coprodução entre as empresas Arissas (Brasil), Manjericão Filmes (Brasil), In Vivo Films (França) e Cimarrón Cine (Uruguai), o filme foi selecionado para a Semana da Crítica, uma das mais tradicionais mostras do festival, na qual Lillah Halla foi revelada em 2020, com o curta-metragem “Menarca”. 

O enredo da obra mostra como a futura liberdade e autonomia de uma jovem jogadora de vôlei, são ameaçadas por um conservador e violento efeito manada. No elenco principal estão Ayomi Domenica Dias, Loro Bardot, Grace Passô, Gláucia Vandeveld e Rômulo Braga.

“Levante” (“Power Alley”, no título em inglês) estará representado na exibição no evento francês por uma delegação de respeito:

* Lillah Halla - diretora

* Rafaella Costa - produtora (Manjericão Filmes)

* Clarissa Guarilha - produtora (Arissas)

* Louise Bellicaud - produtora (In Vivo Films)

* Claire Charles-Gervais - produtora (In Vivo Films)

* Santiago López - coprodutor (Cimarrón Cine)

* María Elena Morán - roteirista

* Camila Agustini - supervisão de roteiro

* Maíra Mesquita - direção de arte

* Waldir Xavier - edição de som

* Ayomi Domenica Dias - elenco (personagem Sofia)

* Loro Bardot - elenco (personagem Bel)

* Onna Silva - elenco (personagem Nicolle)

* Lorre Motta - elenco (personagem Ciano)

* Heloísa Pires - elenco (personagem Rebeca)

* Karina Rie Ishida - elenco (personagem Mayumi)

* Helô Campelo - elenco (personagem Elisa)

Tendo por epígrafe a frase “Tempos difíceis exigem jogadas furiosas”, a sinopse do longa informa:

Às vésperas do campeonato de vôlei decisivo para seu futuro como atleta, SOFÍA (17), descobre uma gravidez indesejada. Na tentativa de interrompê-la clandestinamente, ela acaba se convertendo em alvo de um grupo fundamentalista decidido a detê-la a qualquer preço, mas nem Sofía nem aqueles que a amam estão dispostos a se render ante o fervor cego da manada.

Assinam a produção de “Levante” Clarissa Guarilha, Rafaella Costa, Louise Bellicaud, Claire Charles-Gervais.

dados técnicos

“Levante” / “Power Alley”

drama, Brasil/França/Uruguai, 2023, 93 min

direção: Lillah Halla

elenco principal: Ayomi Domenica Dias, Loro Bardot, Grace Passô, Gláucia Vandeveld e Rômulo Braga

roteiro: María Elena Morán e Lillah Halla

direção de fotografia: Wilssa Esser

montagem: Eva Randolph    

direção de arte: Maíra Mesquita

edição de som: Waldir Xavier

música original: Maria Beraldo (participação especial Badsista & Juçara Marçal)

coproduzido por Santiago López, Diego Robino, Hernán Musaluppi

produzido por Clarissa Guarilha, Rafaella Costa, Louise Bellicaud, Claire Charles-Gervais

empresas produtoras: Arissas (Brasil), Manjericão Filmes (Brasil), In Vivo Films (França), Cimarrón Cine (Uruguai)

bios da diretora e elenco

LILLAH HALLA

Lillah Halla é uma cineasta brasileira formada na EICTV, Cuba. Seu curta-metragem “Menarca” foi um dos dez selecionados na Semana da Crítica do Festival de Cannes, licenciado pela Canal + e MUBI. O curta foi premiado no TIFF - Tirana (2021), Toulouse (2021), Kurzfilmtage Winterthur (2020) e Curta Cinema (2020). “Levante” (2023) é seu primeiro longa-metragem. Seu segundo longa, “Flehmen”, atualmente em desenvolvimento, fez parte do Full Circle Lab Nouvelle Aquitaine e do Sam Spiegel Jerusalem Lab em 2021/2022.

AYOMI DOMENICA DIAS

Ayomi Domenica Dias, 24 anos, é bacharela em Artes Cênicas pela Universidade Estadual Paulista - Unesp e iniciou seu caminho no teatro aos 9 anos de idade. Em. 2014, começa sua carreira no cinema com o longa-metragem “Na Quebrada”, de Fernando Grostein Andrade, e desde então integrou o elenco de importantes produções audiovisuais brasileiras como “Boa Esperança”, do cantor Emicida, dirigido por Katia Lund e João Wainer; “Dente por Dente”, dirigido por Julio Taubkin e Pedro Arantes; “A Jaula” dirigido por João Wainer; “As Seguidoras”, série da plataforma de streaming Paramount+, “Barba, Cabelo e Bigode” da plataforma Netflix, entre tantos outros filmes e séries. Em 2022 passa a integrar o elenco da nova peça da companhia de teatro mais antiga do Brasil em atividade, o Teatro Oficina, “Mutação de Apoteose”, com previsão de estreia para maio de 2023. 

LORO BARDOT

Loro Bardot começou sua carreira musical aos 18 anos lançando seu primeiro EP "Café dos Pássaros". Apesar de ter começado na música, tem bacharel em cênicas na ESCH, e sua inteligência é voltada ao teatro físico e produção de trilha sonora. Em 2015 atuou em "Ramp", peça em inglês dirigida pela escocesa Shona Cowie sobre as ocupações das escolas públicas de São Paulo. Loro é mais conhecidu por cantar a abertura da série "Assédio" (Globo, 2019) e sair na revista GQ como aposta do ano de 2019, junto com outras vozes, como Duda Beat, Jaloo e MC Tha. Em maio de 2021 lançou o EP "Sessões de Quarentena", no qual abordava temas como tesão, morte e passagem de tempo. Em 2022 foi microfonista e assistente de trilha sonora de Greg Silvar na peça "Outono Inverno", dirigida por Denise Weinberg. 

GRACE PASSÔ

Grace Passô é uma premiada atriz, diretora, curadora e dramaturga. Criadora do grupo "Espanca!" de teatro, assinou a dramaturgia de diversos espetáculos, tendo dirigido, em São Paulo, as peças "Contrações" (Grupo 3 de Teatro) e "Os Bem Intencionados" (LUME Teatro). No cinema, atuou em filmes como "Elon Não Acredita na Morte", de Ricardo Alves Júnior, "Praça Paris", de Lúcia Murat, "No Coração do Mundo", de Gabriel e Maurílio Martins, "Temporada", de André de Novais Oliveira e "Vaga Carne", dirigido pela própria, em parceria com Ricardo Alves Júnior. Dentro os diversos prêmios que já recebeu, destacam-se o Prêmio Shell, o APCA, o Festival do Rio e o Festival de Brasília. Em 2019, Grace foi homenageada pela Mostra de Cinema de Tiradentes. Atualmente, Grace está trabalhando no roteiro de seu primeiro longa, que também irá dirigir, além de desenvolver uma série como roteirista e atriz, e a dramaturgia de uma peça de teatro.

GLÁUCIA VANDEVELD

Atriz, diretora e professora/pesquisadora com trabalhos no cinema, TV e teatro. Atuou nos filmes “Arábia”, de Affonso Uchoa e João Dumans, “No Coração do Mundo”, de Gabriel Martins e Maurílio Martins, “Os Sonâmbulos”, de Tiago Mata Machado, “Elon Não Acredita na Morte” de Ricardo Alves Jr., “Antes que o Verão Acabe” e “Angela”, ambos de Marília Nogueira. Integrou ainda o elenco da série “Hit Parade”, dirigida por André Barcinski e Marcelo Caetano para o Canal Brasil. É a criadora dos espetáculos “Jornada”, sob a direção e dramaturgia de Vinícius Souza, e “Banho de Sol”, em parceria com a Zula Cia de Teatro. Como atriz convidada pelo Grupo Espanca, integra o elenco do “Congresso Internacional do Medo”, sob a direção de Grace Passô, “Dente de Leão”, sob a direção de Marcelo Castro, e “Real”, sob a direção de Gustavo Bones e Marcelo Castro. Também atuou no espetáculo “Sarabanda”, dirigido por Grace Passô e Ricardo Alves Jr.

RÔMULO BRAGA

Com mais de 30 anos de carreira, Rômulo Braga é um premiado ator brasileiro de cinema, teatro e televisão. Como ator de cinema, esteve na seleção de Roterdã com “Desterro”, de Maria Clara Escobar, na Competição de Berlim com “Joaquim”, de Marcelo Gomes, e ganhou o prêmio de Melhor Ator no BRICS Film Festival 2022 e no Festival de Cinema do Rio 2021 com “Sol” dirigido por Lô Politi. Outros prêmios incluem Melhor Ator no Festival de Gramado 2018 e Festival de Brasília 2016, e Melhor Ator Coadjuvante no Festival de Cinema do Rio 2014. Algumas de suas séries incluem “Rota 66” (Globoplay), “Não Foi Minha Culpa” (Star+), Aruanas (Globo), "Irmãos Freitas" (Space e Prime Video) e "PSI" (HBO). No cinema, está em “O Rio do Desejo” de Sérgio Machado, “Carvão” de Carolina Markowicz, “Valentina” de Cássio Pereira dos Santos, “Currais” de David Aguiar e Sabina Colares, entre outros.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalamanhecer.com.br/.