25/05/2024 às 21h37min - Atualizada em 29/05/2024 às 00h01min

Osasco é palco da 31º Edição do Campeonato Paulista de Kickboxing

Cidade recebeu 460 atletas e 40 equipes de diferentes regiões de São Paulo

VICTóRIA REGINA MACIEL SUARES
Foto por: Christian Andreossi
Nos dias 3, 4 e 5 de maio, o Ginásio Esportivo José Liberatti foi a sede escolhida para o Campeonato Paulista de Kickboxing de 2024, onde atletas disputaram vagas para o Brasileiro em Espírito Santo, que irá ocorrer nos dias 31 de maio a 2 de junho do mesmo ano.

As modalidades Musical e Creative Forms abriram o Paulista, que dividiu-se em 4 áreas de tatame com lutas de Light Contact, Point Fight, Kick Light e 2 ringues, com K1, Low Kicks e Full Contact.

Na classificação geral de equipes, a A2F representou a cidade de Osasco levando o título de Tricampeão Paulista com 140 medalhas no total, sendo 86 ouros, 35 pratas e 19 bronzes. Em segundo lugar fica a equipe São Paulo Futebol Clube/Seven Fight e em terceiro a Liga Sorocabana de Kickboxing.

Premiação das Melhores Equipes da 31º edição do Campeonato Paulista de Kickboxing - Foto por: Christian Andreossi

Em entrevista com Christian Andreossi, um dos diretores estaduais da Delegacia de Kickboxing de São Paulo, mudanças foram apontadas nos eventos de kickboxing - "A entidade máxima WAKO (sigla em inglês para Associação Mundial das Organizações de Kickboxing), tem o reconhecimento como membro oficial do comitê olímpico internacional (COI). Desde então, muitas mudanças aconteceram nos eventos brasileiros em níveis de estrutura, segurança, documentação e atestados médicos, tudo para padronizar ao estilo dos campeonatos internacionais." 

O diretor destaca também algumas mudanças notórias no desempenho dos competidores - "O nível de treinamento e técnica do atleta, hoje em dia está muito superior, por conta de campings que a confederação oferece, os técnicos em si começaram a entender a importância de fazer um intercâmbio de conhecimento com os atletas entre as academias, de diferentes equipes." 

Sobre o futuro da modalidade, Christian aponta - “Com o reconhecimento pelo comitê olímpico, ao meu ver, essa mudança vai trazer uma maior visibilidade. Claro que vai encarecer um pouco o esporte, mas nada preocupante se os técnicos e atletas se organizarem desde já para se adaptarem a novas condições e regras.”

Notícia distribuída pela saladanoticia.com.br. A Plataforma e Veículo não são responsáveis pelo conteúdo publicado, estes são assumidos pelo Autor(a):
VICTORIA REGINA MACIEL SUARES
[email protected]


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalamanhecer.com.br/.