16/06/2023 às 16h26min - Atualizada em 17/06/2023 às 00h01min

Junho Laranja: campanha alerta sobre a conscientização e prevenção de queimaduras

Segundo a Sociedade Brasileira de Queimaduras (SBQ), as crianças e os idosos são os grupos mais vulneráveis a esse tipo de lesão

SALA DA NOTÍCIA Felipe Carvalho
Canva

 

 

 

Este mês é marcado pela campanha Junho Laranja, uma iniciativa que busca conscientizar a população sobre os perigos das queimaduras e promover a adoção de medidas de prevenção. De acordo com Sociedade Brasileira de Queimaduras (SBQ), a cada ano, aproximadamente um milhão de pessoas sofrem com queimaduras, sendo que 100 mil delas buscam tratamento médico. Infelizmente, as crianças e os idosos são os grupos mais vulneráveis a esse tipo de lesão. Além disso, é importante ressaltar que a maioria dos acidentes (70%) ocorre dentro das residências.

 

Segundo o cirurgião plástico Victor Hugo Cordeiro, as queimaduras podem ter impactos significativos na vida de uma pessoa, causando danos físicos e emocionais. Ele ressalta a importância da conscientização sobre a prevenção das queimaduras, uma vez que muitos acidentes poderiam ser evitados com medidas simples.

 

"Neste Junho Laranja, é fundamental disseminar informações sobre os riscos das queimaduras e as medidas preventivas. A prevenção desempenha um papel fundamental na redução dos casos de queimaduras, e todos nós podemos contribuir para criar um ambiente mais seguro", destaca o Dr. Victor. 

 

Entre os cuidados recomendados pelo cirurgião plástico estão:

 
  • Evitar o contato com objetos quentes: Utilize luvas térmicas ou utensílios apropriados ao manusear objetos quentes, como panelas e ferros de passar roupa. Tenha cuidado especial ao lidar com líquidos escaldantes.

 
  • Medidas de segurança em casa: Verifique se a fiação elétrica está em boas condições e evite sobrecargas nas tomadas. Mantenha produtos químicos e inflamáveis fora do alcance de crianças.

 
  • Cuidado com fogos de artifício: Ao manusear fogos de artifício, siga as instruções de segurança e evite soltá-los em áreas residenciais. Prefira assistir a espetáculos pirotécnicos organizados por profissionais.

 

Em relação ao tratamento das queimaduras, Victor Hugo ressalta que a gravidade da lesão é determinante para a busca de atendimento médico adequado. "Queimaduras de primeiro grau, que afetam apenas a camada mais externa da pele, geralmente podem ser tratadas em casa com água fria e pomadas específicas. No entanto, queimaduras de segundo e terceiro grau exigem cuidados médicos especializados, pois podem causar danos mais profundos à pele e requerer intervenções cirúrgicas", explica o especialista. O médico ainda enfatiza a importância de procurar atendimento médico imediato em caso de queimaduras graves. 


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalamanhecer.com.br/.