24/05/2024 às 10h56min - Atualizada em 25/05/2024 às 00h00min

Dia do Vestibulando: medo de errar é natural na escolha da profissão

Além de analisar oportunidades de mercado e considerar preferências, psicólogo ressalta a importância de compartilhar anseios e buscar orientação antes da tomada de decisão

CAMILA CREPALDI | COGNA EDUCAçãO
Divulgação
O ingresso no ensino superior é um marco crucial que inaugura um novo capítulo na vida de muitas pessoas. É a oportunidade de realizar um sonho, e, por isso, exerce um impacto significativo tanto na esfera pessoal quanto na profissional dos vestibulandos. Este período, geralmente, é permeado por dúvidas e ansiedades, as quais foram intensificadas pelo contexto pós-isolamento social que muitos vivenciaram.

O professor Danillo Lima Calixto da Cruz, do curso de Psicologia da Anhanguera UNAES, salienta que é perfeitamente natural não ter clareza sobre o curso a ser escolhido, e aponta a importância de dividir os medos de enfrentar novas etapas e desafios. “A comunicação aberta e franca é sempre positiva e benéfica. Expressar interesses, discutir possibilidades e compartilhar preferências ajuda a aliviar a pressão na hora de tomar decisões. Ao conversar com amigos e familiares, os jovens podem compartilhar suas dúvidas, preocupações e aspirações, além de descobrir novas opções que talvez não tenham considerado anteriormente".

Embora seja comum sentir ansiedade diante da responsabilidade da escolha, é crucial entender que os caminhos podem ser ajustados ao longo do tempo. "A ansiedade surge da ideia de que a escolha da carreira é definitiva e não admite erros, e deve ser encarada de forma natural nesses momentos. É importante perceber que há liberdade para mudar de rumo no futuro", destaca o psicólogo. Essa reflexão pode facilitar a tomada de decisão.

Segundo a Revista Brasileira de Orientação Profissional, diversos fatores influenciam os interesses ao longo da vida, com destaque para a influência familiar, especialmente dos pais, na escolha dos cursos e profissões futuras. Nesse sentido, é crucial que os pais ofereçam apoio e liberdade durante esse processo decisório.

O especialista compartilha algumas dicas para auxiliar na escolha da faculdade e do curso de graduação:

Analise suas preferências acadêmicas: Identifique as áreas ou disciplinas que você mais gosta ou tem facilidade. Isso pode ajudar a direcionar suas escolhas, seja em Exatas, Humanas ou Biológicas;

Considere as oportunidades de carreira: Pesquise as oportunidades de emprego e renda oferecidas por cada curso, alinhando-as com seus interesses e habilidades pessoais;

Explore as possibilidades: Não se restrinja a uma única opção. Esteja aberto a explorar diferentes áreas e cursos antes de tomar uma decisão final;

Busque orientação: Procure apoio de professores, orientadores vocacionais ou profissionais da área para ajudá-lo a tomar uma decisão informada e consciente.

Testes vocacionais: Nesses testes, normalmente são analisados aspectos como o perfil psicológico, as preferências pessoais, as habilidades naturais, os objetivos e a personalidade.  Por meio de análises rápidas, é possível apontar os níveis de interesse em assuntos variados, como na Consultoria de Carreiras da Anhanguera, onde a avaliação pode ser feita de forma on-line. 

 

Notícia distribuída pela saladanoticia.com.br. A Plataforma e Veículo não são responsáveis pelo conteúdo publicado, estes são assumidos pelo Autor(a):
CAMILA SOUZA DE AZEVEDO
[email protected]


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalamanhecer.com.br/.