16/06/2023 às 15h05min - Atualizada em 17/06/2023 às 00h00min

Entrega expressa e redução de custos: o novo normal para a cadeia logística

*Por Vinícius Pessin, CEO da Logtech Eu Entrego

SALA DA NOTÍCIA NB Press
O planejamento eficiente da estrutura logística de uma empresa não se trata mais apenas de entregar no prazo. Em um mercado cada vez mais dinâmico e consumidores protagonistas da sua jornada, tornou a gestão logística fundamental para garantir a fidelização do cliente. Em casos de entregas que não respeitam o tempo prometido, demoram ou cobram valores de frete muito altos, a possibilidade de perda de clientes é grande.
Hoje, a desistência de compras devido aos prazos de entregas longos representa 44%, segundo dados do anuário Trends 2022, feito em parceria entre Octadesk e Opinion Box. O levantamento revela ainda que 25% dos consumidores deixariam de comprar de uma loja que não ofereça entregas no mesmo dia; 73% dos consumidores esperam que um e-commerce ofereça entregas ultrarrápidas e 64% se dizem influenciados pelo prazo na hora de optar por uma compra.
Outro fator relevante é que a geração Z (que nasceu entre o fim da década de 1990 e 2010) declara que as entregas instantâneas e imediatistas são o novo normal. Ou seja, nos próximos anos será uma necessidade e não mais um diferencial.
Os benefícios da implementação do pedido perfeito são inúmeros, desde a melhoria e o controle operacional ao encantamento do cliente, que passa a confiar na empresa, repete a compra e faz marketing boca a boca, melhorando ainda a reputação da marca.
Para entrar definitivamente nessa dinâmica, muitas questões precisam ser levadas em consideração, inclusive os cenários externos. Independentemente de quais sejam as decisões do gestor, a redução de custos no negócio é um pilar para essa otimização. Nesse sentido, além de entregar boa experiência, é preciso realizar tudo isso no menor custo possível, com controle, transparência e visibilidade operacional de todos os processos, ou não haverá rentabilidade para continuar competindo.
Estima-se que apenas o last mile representa em torno de 28% do custo total de transporte de um produto, segundo o site Supply Chain Dive.
Desde o boom das vendas on-line em 2020, os consumidores têm buscado mais comodidade e rapidez em suas compras. Para atrair esse perfil de cliente, muitas empresas estão apostando em soluções que ajudam a entregar no menor prazo possível e a reduzir custos com logística.
A boa notícia é que a tecnologia trabalha a nosso favor. Atualmente, é possível contar com plataformas de ponta a ponta, que maximizam a logística e o controle do processo inteiro. Com a parceria e a ferramenta certa sua empresa pode ganhar previsibilidade comercial, entregas roteirizadas, localização dos pedidos em tempo real, ampliação do controle de estoque e emissão de documentos, entre outras funcionalidades decisivas para garantir uma gestão de alta eficiência.
A fórmula é certeira e o resultado pode transformar o negócio, favorecendo sua evolução mesmo em meio aos cenários mais desafiadores. Usar a tecnologia para buscar eficiência e redução de custos é uma tendência sem volta para os mais diversos segmentos de mercado.
*Vinicius Pessin é CEO da logtech Eu Entrego,startupde entregas colaborativas.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalamanhecer.com.br/.